Sushi gluten free

Eu adoro comida japonesa! Se pudesse, iria toda semana a restaurantes japoneses. E uma grata surpresa foi saber que há muita opção de comida sem glúten nesses restaurantes.

Os sushis e também os sashimis a base de arroz, legumes e peixes como salmão e o atum são liberados para celíacos. Os empanados, tempurás, yakissobas, hot rolls e rolinhos em geral estão vetados, assim como kani. Sim, o kani parece inofensivo mas leva glúten na composição e, por sinal, leva vários aditivos e corantes, ou seja, nada saudável.

Um ponto muito importante é em relação ao shoyu: algumas marcas tem glúten em sua composição. Então, é bom ficar atento e ver o rótulo, mas se não vier na embalagem original pergunte ao garçom e se certifique que não tem glúten, ele vai precisar olhar a embalagem na cozinha. Para não passar aperto, compre sachês e leve com você. A marca Sakura tem uns sachês de shoyu gluten free super práticos. Eu costumo ter sempre comigo. Afinal, ninguém merece comer sushi sem shoyu, né?

É claro que sempre vai haver o risco de contaminação cruzada, pelo uso de espaços e recipientes que são usados também para produtos com glúten. Além disso, a farinha usada para empanar hot rolls e tempuras (Panko) é superfina e poder estar espalhada em todo o ambiente sem ser vista.

Para minimizar esse risco, eu dou prioridade aos sushis e sashimis frescos, que normalmente são preparados no balcão fora da cozinha, e evito itens que vão para a panela, como os cogumelos e massas, que ainda podem ter sido preparados com shoyu com glúten. 

Hoje a dica foi atenção ao Shoyu e ao Kani, em breve traremos mais alertas, pra você não comer glúten, sem querer, por não saber a composição dos alimentos.

04/09/2019

*Estamos compartilhando nossas experiências mas não somos médicas ou nutricionistas. Consulte um especialista para uma orientação profissional.

Deixe uma resposta